30 de jun de 2008

Banhos de Ervas


Você chega em casa após um dia de trabalho estafante. Se não se cuidar bem, o cansaço, somado à poluição, pode lhe trazer sérias conseqüências.

Reserve-se o direito de relaxar e de cuidar de si mesma. Dê-se de presente banhos relaxantes, revigorantes, grandes auxiliares nos cuidados da sua beleza.

Banhos de erva são um grande aliado, mas que sejam de pelo menos uma hora, para que você aproveite ao máximo seus efeitos benéficos.

As ervas são encontradas em farmácias ou em casas de produtos naturais. Faça uma infusão com 3 colheres (sopa) da erva escolhida em 2 copos de água. Coe e acrescente a infusão à água do banho.

CAMOMILA - Os resultados desse banho você nota imediatamente, pois ele dá profunda sensação de repouso e faz uma limpeza completa em sua pele. Para aproveitá-lo ainda mais, umedeça dois chumaços de algodão na água do banho e coloque-os sobre os olhos; eles ficarão claros e brilhantes.

HORTELÃ - Perfeita para tonificar os músculos e renovar as energias. Além disso, a hortelã contribui para amaciar a pele e tem um excelente efeito desodorizante.

ORÉGANO - Você conhece mais como tempero, mas ele também é ótimo para banhos. Indicado para aliviar dores musculares e reumáticas.

ALFAZEMA - O banho de alfazema tem uma grande vantagem, pois você já sai dele suavemente perfumada. Para hidratar o corpo, pingue na água do banho 5 ou 6 gotas de óleo de amêndoa doce.

SÁLVIA - Erva de efeito antiinflamatório , que ajuda a combater cravos e espinhas. O banho de sálvia é recomendado especialmente para quem tem pele oleosa.

FLOR DE LARANJEIRA - O banho com esta erva dá uma gostosa sensação de frescor e descanso. A flor de laranjeira é também adstringente e fecha os poros excessivamente dilatados.

MELISSA - Também conhecida como erva-cidreira, proporciona um banho repousante e perfumado. Tomado antes de dormir, garante um sono tranqüilo.

A Magia das Velas


Utilizamos as velas apenas para simbolizar nossa magia através de suas chamas. O fogo é o símbolo do plano mental e da atividade. O ato de acender a vela para o Anjo da guarda é a forma de ativar seu pedido e levá-lo para o plano etéreo. Nos textos bíblicos, Deus se manifestou a Moisés em forma de fogo.

Daí a razão de usarmos as velas na magia.Esta prática tem como objetivo ativar, manter vivo, simbolizar o elo de ligação de nossos pensamentos e desejos com o mundo angelical através da manifestação do nosso Eu Superior. Na chama de uma vela, todas as forças da natureza são ativadas. A vela acesa simboliza a individualizaçao da vida ascendente e da luz da alma.

Porque usar velas coloridas na ancoragem do Anjo da guarda? Por que nossa aura é colorida e quando visualizamos uma determinada cor, nosso cérebro atua para que a aura a reflita. É através desse processo alquímico que o anjo irá captar e entender nossos pedidos. Veja na página Ancoragem e Precipitação o simbolismo de cada cor. Este é o primeiro elo de ligação com os anjos. Ao acender uma vela, é possível identificar algumas mensagens que elas podem nos passar, como por exemplo:

Mensagem das Velas

VELA QUE NÃO ACENDE PRONTAMENTE
O Anjo pode estar tendo dificuldades para ancorar. O astral ao seu redor pode estar poluído.

VELA QUEIMANDO COM LUZ AZULADA
Indica a presença de Anjos e Fadas. É um bom sinal.

CHAMA VACILANTE
O Anjo demonstra que, devido às circunstâncias, seu pedido terá algumas mudanças.

CHAMA QUE LEVANTA E ABAIXA
Você está pensando em várias coisas ao mesmo tempo. Sua mente pode estar um pouco tumultuada.

CHAMA QUE SOLTA FAGULHAS NO AR
O Anjo colocará alguém no seu caminho para comunicar o que você deseja. Poderá ter algum tipo de desapontamento antes do pedido ser realizado.

CHAMA QUE PARECE UMA ESPIRAL
Seus pedidos serão alcançados, o Anjo já está levando sua mensagem.

PAVIO QUE SE DIVIDE EM DOIS
O pedido foi feito de forma dúbia.

PONTA DO PAVIO BRILHANTE
Você terá muita sorte e sucesso em seu pedido.

VELA QUE CHORA MUITO

O Anjo sente dificuldades em realizar seu pedido.

SOBRA UM POUCO DE PAVIO E A CERA FICA EM VOLTA
O seu Anjo está precisando de mais orações.

A VELA SE APAGA
O Anjo ajudará na parte mais difícil do pedido, o resto cabe a você resolver.
Como é sempre dito, preste muito atenção nas mensagens que os Anjos nos enviam a todo momento, elas são importantes, muito importantes.


Comunicação com os Anjos em dez passos


Todo o mundo já ouviu em histórias de anjos. Anjos retiram as pessoas das extremidades de precipícios e fora dos caminhos de acidentes. Eles advertem as pessoas ajudando a evitar situações perigosas. Eles guiam os que estão enfrentando duras decisões, confortam, iluminam, curam e ajudam a achar coisas perdidas.

Mas como você pode fazer com que os anjos te ajudem ?

Você aprenderá a desenvolver uma relação com os anjos de forma que quando os chamar, eles responderão. Saberá como algumas pessoas usaram técnicas específicas para receber direção e inspiração angelical e como os anjos fizeram para ajuda-los, servindo em tudo desde detalhes mundanos da vida, até milagre da cura, salvamento de acidentes em estradas, e defesa contra assaltos e agressões .

Veja por exemplo a história do rapaz que perdeu controle do carro em uma estrada glacial. Ele deslizou para um precipício, chamou pelo Arcanjo o Michael e o carro dele foi inexplicavelmente colocado para trás, no meio da estrada, quase como se tivesse sido pego por uma mão. Um oficial de justiçafoi a casa de uma senhora entregar uma intimação, ao saber do que se tratava a senhora tentou fechar a porta, mas o oficial colocou seu pé impedindo-a que fechasse, empurrando a porta e entrando forçosamente. Ao entrar, deparou-se com uma seção espirita em andamento, a mulher gritava e invocava os demônios e seres, como o Exú e outros bichos do astral. O oficial, em defesa, invocou a presença do arcanjo Miguel. A senhora, gritava - O Sr. Não tem o direito de chamar pelo arcanjo Miguel. Ele respondeu - Se Voce pode invocar os seus demônios, então eu também posso invocar o arcanjo Miguel. Foi então que todos os participantes do ritual espirita, caíram ao chão gritando feito loucos e apavorados. Outra historia interessante é a do viajante que sempre pedia proteção na estrada contra acidentes e possíveis defeitos em seu carro.

Pedia para que se o carro fosse quebrar, que ele o fizesse na oficina.

Inexplicavelmente muitas foram as vezes em que ele chegava de madrugada em casa, ia dormir e quando acordava o pneu do carro estava furado. Era como se tivesse furado na estrada e só esvaziasse na garagem. Quando levava o carro para a oficina para resolver um problema, surgiam defeitos que com certeza já deveriam ter se manifestado, e na estrada, muitas foram as vezes em que diminuía a velocidade, e se não tivesse feito teria tido um acidente.

A primeira coisa a considerar é:

O que ou quem são os anjos, e porque eles respondem nossas orações ?

Anjos são para Deus, o que os raios de Sol são para o Sol.

Deus criou os anjos para nos servir e auxiliar. Responder as nossas orações é a razão da existência deles. Embora vivamos em um mundo material, nós temos um vínculo especial com Deus através de seus anjos. Deus não pode nos ver, pois Deus é luz pura que, se nos ver, nos transformará em luz pura como ele. Por isto criou os anjos. Para que diminuam a força desta luz, a ponto de não interferir com o nosso livre arbítrio. Os anjos agem como transformadores de energia colocados nos postes em frente da nossa casa, baixando a força para que possa ser utilizada nos aparelhos. Cada um de nós, tem uma parte de Deus, uma faísca Divina dentro de nossos corações, que nos permite pedir ajuda aos anjos, e esperar por resultados !

Desde que o seu pedido seja positivo, não prejudique a ninguém, e não interfira com o seu plano Divino de vida, os anjos responderão seu chamado. Não só você pode lhes pedir que o ajudem, como também pode dirigi-los e até mesmo comanda-los a executar tarefas muito maiores, como acabar com o crime e salvar crianças e jovens da violências e das drogas. Os anjos estão literalmente aguardando por suas ordens. A razão para que eles aguardem a nossa ordem ou chamado, é o livre arbítrio, dado por Deus a seus filhos. Esta é uma regra que eles raramente quebram. Os seres de luz não interferem em nosso mundo a menos que os chamemos. Os seres sem Luz, interferem e não precisam de uma ordem especifica. Mantenha tudo isto na sua mente enquanto estuda os dez passos para a comunicação com os anjos, aprendendo a fazer com que eles trabalhem para você.

Porque aos seus anjos dará ordens a teu respeito, para que te guardem em todos os teus caminhos .




1. Abra Espaço em sua vida para os anjos
2. Reze em voz alta
3. Use o nome de Deus
4. Faça suas orações e decretos diariamente
5. Peça ajuda
6. Repita os decretos e orações
7. Envie sua oração para o endereço certo
8. Seja específico
9. Visualize o que você quer que aconteça
10. Espere ser surpreendido

29 de jun de 2008

Como entrar em contacto com o seu Anjo da Guarda



Os anjos da guarda estão sempre prontos a ajudar aqueles que necessitam do seu auxílio. São seres muito especiais que espalham o amor de Deus pelo Mundo e levam as Suas mensagens aos corações de todos os que acreditam.

Sempre que um ser humano se encontra triste ou com algum problema, o seu anjo da guarda aproxima-se e conforta-o, contudo nada faz para o ajudar, uma vez que cada indivíduo possui o livre arbítrio.

Uma das formas mais rápidas de entrar em contacto com o seu anjo da guarda é através de pedidos e orações. Estas preces serão mais facilmente ouvidas se forem feitas com o coração cheio de Fé e Amor e seguindo determinados preceitos.

Sempre que se pretender entrar em contacto com um anjo, seja para fazer um pedido, agradecer uma graça obtida ou simplesmente falar, é necessário procurar um lugar tranquilo e silencioso, afastado de interferências exteriores. É importante manter a mente afastada de preocupações e desligar-se de todo e qualquer tipo de pensamentos negativos.

Para conseguir uma ligação mais eficaz deve-se acender uma vela da cor do anjo do qual se pretende obter a graça. No altar, improvisado ou não, deve ainda encontrar-se um copo com água, um incenso e um cristal. Desta forma ficam representados os quatro elementos essenciais, o fogo, a água, o ar e a Terra.

Acenda a vela, mentalize o seu pedido e faça a oração ao anjo do qual pretende obter uma graça, para o amor invocar o anjo Haziel, para a saúde fazer a oração ao anjo Hahuiah e assim sucessivamente.

A utilização das velas e dos cristais é muito importante porque auxilia a comunicação com estes seres angelicais. Nestes dois símbolos estão concentradas as forças da natureza que atraem os anjos, uma vez que também eles são uma manifestação da força de Deus.

É através da vela que o anjo vai captar a intenção que cada pessoa teve ao acendê-la, esta é a forma mais eficaz de ligação com os anjos. Cada vez que se acende uma vela a um anjo, este manifesta-se através da chama, que pode tomar diferentes formas, consoante a mensagem que ele pretende transmitir. Para saber se o seu pedido vai ou não ser atendido basta estar atento.

Quando se acende uma vela e se abre o coração ao amor cria-se uma ligação de luz com Deus e com os anjos.

Anjos – Uma Discreta Protecção



Actualmente o estudo sobre os Anjos tem vindo a intensificar-se. Isso talvez se explique pela crise de valores que a Humanidade está a atravessar, o que faz com que haja a necessidade de acreditar em algo superior à fragilidade humana.

Os Anjos sempre existiram, foram os primeiros seres a ser criados e por isso têm um conhecimento infinito. A sua missão é manter a ordem e o equilíbro. Os Anjos fazem a ligação entre o humano e o divino; o material e o espiritual e por isso são cada vez mais invocados.

Se todos os seres humanos se mantiverem unidos através do elo de ligação que os Anjos oferecem, o Mundo poderá transformar-se num local bem melhor para se viver. É muito fácil ouvir aquilo que estes mensageiros de Deus têm a dizer. Para isso basta abrir as portas do coração ao Amor Universal que eles têm para dar.

Os Anjos são seres essencialmente espirituais, que têm inteligência e sabedoria divina. Possuem vontade própria, mas preferem seguir as directrizes do seu Criador.

Um Anjo é um mensageiro dos Céus, um transmissor do amor divino e está encarregue de zelar pelo bem-estar e felicidade de todos os seres, quer sejam pessoas, animais, plantas ou minerais.

Os Anjos estão presentes em todas as religiões e podem manifestar-se de diversas formas, quer seja através de pensamentos e ideias, de uma ajuda inesperada ou até mesmo através de um pequeno raio de sol que entra pela janela. Eles estão sempre prontos a ajudar, no entanto, como o ser humano dispõe do livre arbítrio, nem sempre o podem fazer, uma vez que não interferem na vontade de cada pessoa. Mesmo afastados dos seres humanos, eles nunca os abandonam, continuando a zelar por eles mesmo à distância.

A função do Anjo da Guarda começa quando um bebé nasce (durante os nove meses de gestação encontra-se protegido pelo Anjo protector da sua mãe) e termina quando a vida terrena chega ao fim. O Anjo da Guarda é ainda responsável por encaminhar as almas ao Paraíso.

Estão sempre ao lado das crianças e quando estas já não são tão vulneráveis, regressam ao plano etéreo onde continuam a protegê-las de uma forma mais subtil. Os Anjos conseguem facilmente perceber as alterações de humor dos seres vivos através da mudança de cor da aura, assim, são atraídos ou repelidos conforme a cor que perceberem. Os pedidos que se fazem são também captados por estes seres celestiais através da alteração cromática da aura.

Para os Anjos é muito complicado fazerem-se ver pelos seres humanos. Para que isso aconteça, necessitam de um esforço muito grande, uma vez que é muito difícil materializarem-se num ambiente tão denso e poluído como o da Terra.

Os Anjos estão sempre dispostos a ajudar, para isso basta apenas que a sua ajuda seja solicitada. Eles ficam felizes, porque têm como missão orientar os seres humanos na busca incessante da sua felicidade.

Maria Helena Martins

Fogo, Terra, Ar e Água mostram como ama e encara a vida


Como já sabe, existem 12 signos na Astrologia. Cada um tem sua própria “personalidade astral”. Alguns são bem diferentes entre si. Já outros, têm muitas coisas em comum. Os que possuem afinidades podem ser agrupados nos quatro Elementos da Natureza, que regem todos os signos.

Desta forma, quanto mais conhecer os elementos, mais saberá sobre a sua própria forma de ser. É simples: existem sempre três signos “afinados” com determinado elemento. E, se estão juntos, é porque têm muito a ver um com o outro.

A seguir, confira os segredos dessa fabulosa relação entre signos e elementos, inclusive para a sua vida amorosa e para o seu relacionamento com os amigos. Depois, para não ficar só na teoria, enumere as principais qualidades do seu elemento. Em seguida, invista nelas para ser bem sucedida nos mais diversos desafios do seu dia-a-dia. Os resultados vão aparecer logo!

Fogo
Reúne três signos dinâmicos e fogosos:
Aries, Leão e Sagitário

Terra
Reúne três signos amorosos e realistas:
Touro, Virgem e Capricórnio

Ar
Reúne três signos ousados e criativos:
Gémeos, Libra, e Aquário

Água
Reúne três signos sonhadores e românticos:
Câncer, Escorpião e Peixes

Interpretação
Agora que já sabe qual o grupo em que o seu signo se enquadra - e com quais signos tem maior afinidade nessa combinação - , fique atenta para desvendar os mistérios que cercam os elementos.

Fogo
Um elemento que está em constante movimento!

Estes signos não deixam para amanhã o que podem fazer hoje. Dessa forma, querem mais é viver cada minuto intensamente, especialmente nos assuntos do coração. Se for preciso, entregam-se de corpo e alma à uma paixão - desde, é claro, que sejam estimulados e percebam que podem ser reconhecidos. Com os amigos e familiares, costumam ser sinceros. Também são espontâneos no ambiente profissional, o que aumenta a admiração que os colegas têm por eles. Enfim, vivem em movimento. Difícil é ver alguém do elemento Fogo de papo para o ar, sem ter o que fazer. Fogo quer mais é agitar!

Terra
Valoriza o carácter e a boa vontade!

Ao contrário de Fogo, os signos do elemento Terra prezam mais a segurança do que a aventura. No amor, costumam ser reservados e até tímidos. Quando se soltam, contudo, a história muda: ficam carinhosos, românticos e muito sensuais. Tudo, é claro, sempre com o pé no chão e consciente do que está fazendo. Terra não é de brincar com coisas sérias, principalmente com o sentimento alheio. Nas amizades e no convívio familiar, não suportam mentiras e hipocrisias. No trabalho, não poderia ser diferente: valorizam muito o carácter e a boa vontade entre as pessoas. E, como são exigentes, às vezes até exageram nas cobranças e no senso crítico.

Ar
Tem talento para evitar atritos!

Com grande poder de comunicação e muita sensibilidade, esses signos não têm medo de desafios. Encaram de frente as dificuldades do dia-a-dia e detestam se prender aos padrões tradicionais da sociedade. No amor, fazem questão de se relacionar com pessoas que tenham qualidades especiais para oferecer. Exigência é a sua marca registrada na hora da conquista. Também detestam quando uma relação cai na rotina. Nos demais sectores da vida, sabem usar muito bem a clareza de raciocínio e o bom-senso que possuem. Conciliadores, têm muito talento para evitar atritos entre as pessoas mais próximas — seja nas amizades, em família ou no trabalho.

Água
Adora fantasiar as relações afectivas!

Estes signos costumam ser transparentes em tudo o que fazem. Também possuem uma percepção aguçada e, por isso, conseguem evitar situações de perigo ou constrangimento. Caso não consigam evitá-las, resolvem tudo com muito jogo de cintura. São, ainda, pessoas que valorizam a honestidade em qualquer tipo de relação — seja sentimental, familiar ou profissional. Sonhadores, adoram fantasiar situações afectivas, daquelas que deixam qualquer um feliz. Porém, o que gostam mesmo é de viver as emoções na prática! Com muito carinho e carícias, principalmente. Mas isso tudo, de preferência, em romances que sejam intensos e cheios de cumplicidade.

Rosaly Camargo

Qual é o seu verdadeiro valor?



Tenho certeza de que depois de ler esse texto maravilhoso, cujo autor é desconhecido, você vai responder melhor à pergunta acima. Ele faz a gente refletir sobre a maneira como pensamos acerca de nós mesmos. Espero que você se inspire nele e, acima de tudo, consiga adotar uma postura positiva sobre a sua pessoa. Aí vai:

“Peça a um publicitário para descrever um botão de camisa, e você ficará deslumbrada com tantas funcionalidades que ele vai encontrar. Vai até mudar o seu conceito sobre o ‘pobre’ botãozinho.
Peça a uma pessoa apaixonada para descrever o ser amado, aquele indivíduo bem feiozinho que você conhece desde a infância, e vai até pensar que ela está falando de outro alguém. A pessoa apaixonada enche a descrição de delicadezas, doçura e gentilezas, transformando a fera em bela, em questão de instantes.
Peça ao poeta para descrever o sol e a lua e você vai se encantar pelos poderes apaixonantes da lua e pela beleza do sol, que irradia seus raios como se fossem gotas do milagre divino na tarde quente, e convida as pessoas apaixonadas a viverem a vida com intensidade.
Peça a um economista para falar da economia mundial e tome uma lição de números e mercados, bolsas e câmbios oscilantes, inflação e mercados emergentes. E se você não sair de perto dele, vai acreditar que logo teremos a maior crise da história, e que a China é o melhor lugar do mundo para se viver.
Agora, peça a uma pessoa desanimada ou deprimida para falar da vida, do sol, da lua, dos botões, das rosas e do amor. Melhor pegar um banquinho e um lenço e se preparar para chorar. É só reclamação, frustração, dores, misérias e desconfianças. Além de sentir a energia contaminando você e lhe fazendo mal, você vai ficando sem forças. Isso porque os desanimados, reclamões e deprimidos têm o poder “vampiresco” de sugar energias do bem e transformá-las em medo. E esse medo paralisa as pessoas de tal forma que fica difícil até pensar.
E você?
Como é que descreve a sua vida?
Quem é você para você mesma?
Como seria um comercial da sua vida?
Como venderia o produto “você”?
Você tem custo acessível ou é daquelas figuras caras, que não têm tempo para perder com a tristeza e com o passado? Você tem mil e uma utilidades? Aliás, em que século você vive mesmo?
Lembre-se de que os seus olhos refletem tudo o que vai na sua alma... E aquilo que vai na sua alma se reflete na qualidade de vida que você leva.
É o seu trabalho que representa o seu talento. Ou não?
Por isso, não tem outro jeito: seja a melhor divulgadora de você mesma. Valorize-se, esteja sempre pronta para dar o seu melhor, com seu melhor sorriso, sua melhor roupa, seu melhor sentimento, suas melhores intenções, sua gentileza sempre pronta para entrar em ação.
Seja Omo, Brastemp, Lux Luxo. E se for chocolate, que seja logo Godiva, suíço e caro, porque gente especial como você não existe em nenhum mercado - tem que valer sempre mais.

VALORIZE-SE! Não importa o que você faz, mas como você faz. Isso, sim, faz toda a diferença!”


Autor: Luiz Antonio Gasparetto



O poder do sucesso


Nestes livros abordam-se algumas estratégias para nos libertarmos da bagagem desnecessária do passado, além disso, são propostos alguns exercícios para atingir esse fim.
Download do livro Clique aqui

O Sucesso Não Ocorre Por Acaso


Não é por acaso que este livro já foi lido com entusiasmo por mais de 5 milhões de pessoas. Não é por acaso que mais de 1.500.000 exemplares foram vendidos ao longo de quatro anos. Não é por acaso que ele se manteve durante muitos meses na lista dos mais vendidos de todo o país.

O segredo para este sucesso espantoso são as informações preciosas que ele traz, em linguagem cativante, acessível a todos. O Sucesso não Ocorre por Acaso nos ensina a modificar o nosso relacionamento com o mundo de forma tão eficaz, que nos torna capazes de obter tudo o que almejamos da vida.

Nós somos aquilo que pensamos. Nossa vida é um retrato fiel do que construímos a cada dia. Portanto, realizar nossos sonhos, ser bem-sucedido são conquistas que dependem essencialmente de nós. Mas como chegar lá? Dr. Lair Ribeiro traça aqui um roteiro prático para quem já cansou de fracassos. Por meio de técnicas surpreendentes, que trazem para o dia-a-dia os conhecimentos profundos da Neurolingüística, ele nos revela os segredos do sucesso. "Se você mudar, o mundo muda com você" - e O Sucesso não Ocorre por Acaso será suagrande arma na solitária batalha por esta transformação.

Nesta nova edição, totalmente reformulada, com novos e instigantes capítulos, você descobrirá como aumentar sua capacidade mental, balancear os dois hemisférios do cérebro, desenvolver positivamente a auto-estima, concentrar-se em suas qualidades, aprender a perceber e aproveitar as oportunidades.

Download do livro Clique aqui

Gasparetto - Exercecios de prosperidade


Luiz Antonio Gasparetto em aúdio pra vc ouvir.

VALORIZE-SE! Não importa o que você faz, mas como você faz. Isso, sim, faz toda a diferença!”

mensagem maravilhosa em MP3, vale apena conferir

Download do aúdio Clique aqui

Os Florais do Dr. Bach (medicina natural]



Os florais de Bach podem auxiliar o indivíduo a combater diversas falhas de caráter e até mesmo doenças. Estes são" remédios" da alma, que transmitem para o corpo físico tudo aquilo que está em desacordo em nosso organismo.
Download do livro Clique aqui

28 de jun de 2008

Numerologia Facil


Segundo o filósofo, o grande desafio do homem seria passar por todas as etapas que tais números representam, de forma a alcançar seu pleno desenvolvimento tanto no nível material quanto no espiritual.
Neste prático manual, a autora oferece as principais ferramentas para uma análise da própria personalidade através do simbolismo consagrado pela Numerologia. A prática, certamente permitirá análises mais apuradas, inclusive para terceiros e até mesmo no campo da chamada Numerologia Empresarial.
Algumas curiosidades também são apresentadas, dentre elas:

  • Diagrama para um estudo numerológico prático e organizado
  • Correspondência entre os números e os arcanos maiores do Tarô
  • Números mestres
  • Numerologia e sua correlação com a Astrologia
  • Os sete ciclos pessoais
  • Mudanças de nome e assinatura baseadas na Numerologia
  • Download do livro Clique aqui

Curso Básico de Astrologia - Vol. 2


Perfeito para quem que aprender cálculo astrológico e técnicas de interpretação, o livro possui uma linguagem fácil e um conteúdo simplificado mas excelente.
Download do livro Clique aqui

Curso básico de Astrologia - VOL. 1


Existem muitos livros de introdução à Astrologia, mas somente esta série segue o método inédito e sistemático de March e McEvers.

Este Curso básico mostra como o leitor deve proceder, passo a passo, para aprender os conceitos fundamentais da Astrologia.

As lições são cuidadosamente elaboradas e terminam com um questionário organizado para testar o progresso do leitor.

O segredo do sucesso deste curso está no modo como o seu método envolve o leitor no processo de aprendizagem, através de exercícios fáceis e de testes bem elaborados. Download do livro Clique aqui

Horoscopo do amor


Como é que as estrelas influenciam as suas emoções? Que tipo de pessoa seria um parceiro/a indicado para si? Como se comporta você nas relações? Estas e mais questões são respondidas no horóscopo para o Amor.

Download Clique aqui

A Beleza dos Signos Astrologia!!!



Esse excelente livro contem tudo sobre signos… Fala sobre o que os signos gostam, sobre o que odeiam, o que pensam, seu temperamEsse excelente livro contem tudo sobre signos… Fala sobre o que os signos gostam, sobre o que odeiam, o que pensam, seu temperamento.. Realmente um excelente livro para quem gosta de astrologia!!!ento.. Realmente um excelente livro para quem gosta de astrologia!!!

Download do livro Clique aqui

O Grande Livro dos Sonhos - completo e revisado


Amor, dinheiro, saúde, sexo e relacionamento. Desvende essas e outras mensagens ocultas em seus sonhos . Você conseguirá compreendê-los e, assim, encontrar desde conselhos úteis até soluções para os problemas que o atingem no dia-a-dia.

Download do livro Clique aqui

27 de jun de 2008

Astrologia Na Educação Infantil

O mapa astral é o posicionamento dos astros no céu no preciso momento em que nascemos. Assim, é possível desde os primeiros dias, semanas, meses ou anos da nossa vida acompanhar através dos movimentos celestes a sintonização dos astros com o ser humano e as suas tendências e evoluções.

A astrologia pode ser muito útil para as crianças. O conhecimento pelos pais da carta astral dos filhos dá-lhes a possibilidade de entenderem, de acordo com cada signo, determinadas formas de personalidade. Naturalmente, é uma preciosa ajuda, que bem interpretada, mantendo os padrões pessoais de personalidade pode ser um importante apoio para a criança durante a sua formação.

Quando se faz a carta astral de uma criança, orientamos em especial os pais, para que estejam cientes do seu papel e impacto perante o filho, uma vez que através da análise do mapa se pode compreender qual a imagem que a criança tem do pai e da mãe. Mais tarde, a partir de uma certa idade, podemos interpretar o mapa para a própria criança, utilizando, naturalmente, uma forma de linguagem que se adapte à sua idade e desenvolvimento. Convém saber que durante os primeiros anos de vida da criança, a lua actua com grande intensidade na criança, este facto geralmente não é conhecido pelos pais, que normalmente têm mais contacto com o signo solar, aquele que todos identificam facilmente.

O signo lunar descreve as reacções infantis, o ambiente necessário para alimentar a criança psíquica, emocional e fisicamente, quais as características que ele manifestará com maior naturalidade e quais as tendências dos primeiros anos de vida.

Quanto ao signo solar ele é muito importante, pois simboliza a essência do ser, que deve ser estimulado, a missão é o principal objectivo de evolução ao longo de toda a nossa vida.

Cada ponto do mapa astral tem uma relação com experiências específicas. A infância é representada no seu vínculo às posições da lua e do sol, assim como a maturidade traz o desenvolvimento da característica do ascendente.

A análise aprofundada do mapa astral permite a orientação de uma pessoa em qualquer idade.

Vamos agora analisar as características mais importantes a serem estimuladas nas crianças, segundo o seu signo solar ou lunar.

21 de Março a 20 de Abril
Planeta Regente: Marte – Modo: Cardinal – Elemento: Fogo

É importante que se estimule a independência, a iniciativa, a capacidade de liderança e actividades físicas.

Proporcionar a orientação adequada em relação a atitudes egoístas, impacientes e agressivas, promovendo relacionamentos mais harmoniosos.

21 de Abril a 20 de Maio
Planeta Regente: Vénus – Modo: Fixo – Elemento:
Terra

Estimular o contacto com a natureza, a convivência num ambiente pacífico e amoroso, assim como o bem-estar da criança em relação ao seu próprio corpo. Favorecer actividades que exercitem habilidades manuais, criativas ou artísticas.

Propor uma orientação adequada no que se refere a alimentação, tendo em conta que deverão ser evitado excessos. Dosear conceitos de ciúme e apego a questões de ordem material.

21 de Maio a 20 de Junho
Planeta Regente: Mercúrio – Modo: Mutável – Elemento: Ar

Estimular as capacidades mentais, o diálogo, a comunicação, a leitura, a curiosidade, os passeios e os contactos com ambientes diversificados.

Uma forma de orientação que não torne a criança excessivamente dispersiva, desligada ou ansiosa com os seus pensamentos e atitudes. Respeitar o seu ritmo de desenvolvimento mental.

21 de Junho a 21 de Julho
Planeta Regente: Lua – Modo: Cardinal – Elemento: Água

Estimular a afectividade, o carinho, a sensibilidade, a harmonia no lar, a imaginação, a criatividade e possíveis dotes artísticos.

Evitar atitudes protectoras excessivas em relação à criança, deixando-a mais à vontade para poder avaliar as suas próprias emoções.

22 de Julho a 22 de Agosto
Planeta Regente: Sol – Modo: Fixo – Elemento: Fogo

Estimular a liderança, o entusiasmo, o espírito criador e inventivo, o brilho e carisma dessas crianças.

Proporcionar o entendimento de conceitos como autoritarismo, egoísmo, orgulho e vaidade. Equilibrar o seu natural egocentrismo, fazendo-lhes ver que não são o centro do mundo.

23 de Agosto a 22 de Setembro
Planeta Regente: Mercúrio – Modo: Mutável – Elemento: Terra

Desenvolver a vontade de ajudar, de ser útil, de realizar tarefas, de sentir-se apreciado pelo que faz. Respeitar o interesse da criança pelo próprio corpo e da saúde de uma maneira geral.

Estar atenta para não estimular sentimentos de inferioridade, de culpa ou de perfeccionismo excessivo.

23 de Setembro a 22 de Outubro
Planeta Regente: Vénus – Modo: Cardinal – Elemento: Ar

Desenvolver a socialização, os relacionamentos, o sentido da harmonia e justiça, o bom gosto e possíveis tendências artísticas.

Chamar a atenção para a necessidade de fazer opções e tomar decisões na vida, de manter uma preocupação de justiça e correcção. Valorizar as coisas e as pessoas não apenas pelas aparências.

23 de Outubro a 21 de Novembro
Planeta Regente: Plutão – Modo: Fixo – Elemento: Água

Desenvolver o interesse natural pelos mistérios, pelos enigmas e pelo oculto. Proporcionar a compreensão de assuntos considerados “tabus” como a sexualidade e a morte.

Ajudar a criança a trabalhar as suas tendências para guardar ressentimentos, reservas e a reacções emocionais extremas, como sentimentos de vingança e posse.

22 de Novembro a 21 de Dezembro
Planeta Regente: Júpiter – Modo: Mutável – Elemento: Fogo

Estimular os estudos, viagens, gosto pela leitura, desportos e todas as formas de abranger um horizonte mental e cultural mais vasto.

Proporcionar liberdade e espaço, mas ajudando a criança a entender os limites, para que não cometa excessos na alimentação ou em qualquer área da sua vida.

22 de Dezembro a 20 de Janeiro
Planeta Regente: Saturno – Modo: Cardeal – Elemento:
Terra

Desenvolver o sentido de responsabilidade e disciplina, evitando que seja dada excessiva ênfase à noção de dever e obrigação, procurando o equilibrar momentos de actividade com o lazer.

Respeitar a necessidade que a criança sente de ter uma maior participação no mundo dos adultos.

21 de Janeiro a 19 de Fevereiro
Planeta Regente: Urano – Modo: Fixo – Elemento: Ar

Estimular e desenvolver a personalidade original e criativa dessas crianças, que habitualmente costumam gostar de tecnologia e tudo que seja inovação.

Proporcionar libertação, amizade e uma forma aberta e não recheada de preconceitos como modo de ver a vida.

20 de Fevereiro a 20 de Março
Planeta Regente: Neptuno – Modo: Mutável – Elemento: Água

Estimular a sensibilidade, emotividade, espiritualidade, imaginação e criatividade.

Evitar atitudes e crenças que possam imprimir na criança sentimentos de culpa, insegurança emocional, sensação de serem vítimas das circunstâncias, ou de terem que se sacrificar excessivamente pelo bem das outras pessoas.

Tarot - a sorte pelas cartas do tarot


Excelente livro para Download clique aqui

TAROT PSICOLOGICO JUNGIANO


Este curso de tarot nos leva para o caminho do auto-conhecimento, de modo a que podem aceder através do nosso interno das cartas de tarô, analisando as ligações com o passado, presente e futuro.

Download do curso Clique aqui

TAROT - tarô - dicionário & compêndio


Ótimo livro, tudo sobre Interpretações À Luz De 15 Baralhos E Correspondências Com Astrologia, Runas e outras tradições esotérica

Download do Livro Clique aqui

Curso de Iniciação aos Arcanos Maiores do Tarot está dividido em 4lições práticas.


Conteúdo de cada Lição

LIÇÃO I
Arcanos 1, 2, 3, 4, 5, 6, e 7

Objetivos do Curso
Prólogo
Descrição e estudo esotérico do Tarô

Arcano 1 - O Mago
Descrição da Lâmina
Significado Esotérico do Arcano
Prática: Concentração no coração
Exercício: Desdobramento astral Ordem
Sagrada do Tibete
Poema O Mago

Arcano 2 - A Sacerdotisa
Descrição da Lâmina
Significado Esotérico do Arcano
Eterno Princípio Feminino Universal
Prática: Chave para saída em astral
Poema A Sacerdotisa

Arcano 3 - A Imperatriz
Descrição da Lâmina
Significado esotérico do Arcano
Mantra I.A.O.
Prática :Usando o Enxofre, o Mercúrio e o Sal.
Poema A Imperatriz

Arcano 4 - O Imperador
Descrição da Lâmina
Significado esotérico do Arcano
O signo da Cruz
Poema O Imperador

Arcano 5 - O Hierarca
Descrição da Lâmina
Significado esotérico do Arcano
O Pentagrama Flamejante
Prática: Pentagrama, uso e consagração
Poema O Jerarca

Arcano 6 - A Indecisão
Descrição da lâmina
Significado esotérico do Arcano
Poema A Indecisão

Arcano 7 - O Triunfo
Descrição da lâmina
Significado esotérico do Arcano
Mônada Auto-realizada.
Poema O Triunfo


LIÇÃO II
Arcanos 8, 9, 10, 11. 12, 13 e 14

Arcano 8 - A Justiça
Descrição da lâmina
Significado esotérico do Arcano
Kundalini, a Serpente Ígnea de nossos
Mágicos Poderes
Poema A Justiça

Arcano 9 - O Eremita
Descrição da lâmina
Significado esotérico do Arcano
Nona Esfera, a Frágua Acesa de Vulcano
Poema O Eremita

Arcano 10 - A Retribuição
Descrição da lâmina
Significado esotérico do Arcano
Os 10 Sephirotes
Poema A Retribuição

Arcano 11 - A Persuasão
Descrição da lâmina
Significado esotérico do Arcano
Poema A Persuasão

Arcano 12 - O Apostolado
Descrição da lâmina
Significado esotérico do Arcano
Os 7 Chackras ou as 7 Igrejas do Apocalipse de São João
Poema O Apostolado

Donwload do curso Clique Aqui

Arcano 13 - A Imortalidade
Descrição da lâmina
Significado Esotérico do Arcano
A morte e seus mistérios
Poema A Imortalidade

Arcano 14 - A Temperança
Descrição da lâmina
Significado Esotérico do Arcano
Lei das Oitavas Musicais
Poema A Temperança


LIÇÃO III
Arcanos 15, 16, 17, 18, 19, 20 e 21

Arcano 15 - A Paixão
Descrição da lâmina
Significado Esotérico do Arcano
Lúcifer
Poema A Paixão

Arcano 16 - A Fragilidade
Descrição da lâmina
Significado Esotérico do Arcano
Poema A Fragilidade

Arcano 17 - A Esperança
Descrição da lâmina
Significado esotérico do Arcano
Poema A Esperança

Arcano 18 - O Crepúsculo
Descrição da lâmina
Significado esotérico do Arcano
Soma Cabalística do Arcano 18
O Cão Cérbero
O número da Grande Besta 666
Poema O Crepúsculo

Arcano 19 - A Inspiração
Descrição da lâmina
Significado esotérico do Arcano
Pedra Filosofal
Poema A Inspiração

Arcano 20 - A Ressurreição
Descrição da lâmina
Significado esotérico do Arcano
Os três tipos de ressurreição
Poema A Ressurreição

Arcano 21 - A Transmutação
Descrição da lâmina
Significado esotérico do Arcano
A soma Cabalística
As sensações
Poema A Transmutação


LIÇÃO IV
Arcano 22, Preparação e Método.

Arcano 22 - O Regresso
Descrição da lâmina
Significado esotérico do Arcano
As três etapas de trabalho na Frágua Acesa de Vulcano
Poema O Regresso

Preparação para a consulta do Tarot

Método de Consulta do Tarot

Método de Anúbis


A Bela Helena e o Mistério das Almas Gêmeas


O ascenso sublime e maravilhoso da Sexta Serpente radiante, para dentro e para cima, ao longo do canal espinhal do corpo búdhico, deu-me, de fato e por direito próprio, passagem franca para a sexta Iniciação Venusta...

No mundo búdico, ou intuicional universal, tive que vivenciar, por aquela época, alguns capítulos transcendentais do evangelho crístico...

Quero me referir agora, com suma delicadeza, a certas passagens miríficas secretas, intencionalmente eliminadas do texto original pelos escribas e doutores da lei...

É certamente deplorável que a Santa Bíblia hebraica tenha sido tão cruelmente mutilada, adulterada, deformada...

O que então experimentei na cósmica região intuicional guarda múltiplas concordâncias rítmicas perfeitas com os diversos processos esotéricos iniciáticos que nós devemos vivenciar aqui e agora...


Extraordinárias cenas relacionadas com os outros planetas do sistema solar de Ors, no qual vivemos, nos movemos e temos o nosso Ser.

Quando a Sexta Víbora de Luz resplandece transpôs o umbral augusto de sua correspondente câmara no coração tranqüilo, gloriosamente brilhou o sol da meia-noite no inalterável infinito...

Eu entrei no templo da Iniciação, acompanhado por muita gente. Cada um dos do cortejo portávamos em nossa destra uma vela, círio ou tocha ardente...

Nesses instantes, eu me senti vivenciando aqueles versículos esotéricos, crísticos que ao pé da letra dizem:

“E logo, ainda falando ele, veio Judas, que era um dos doze, e com ele uma companhia com espadas e paus, da parte dos príncipes dos sacerdotes (ou homens constituídos por autoridade mundana), e dos escribas (ou seja, dos tidos por sábios no mundo), e dos anciãos (os tidos, no mundo, por prudentes, sensatos e discretos).

E como veio Judas (o demônio do desejo), aproximou-se logo dele e lhe disse: “Mestre!”, E o beijou.

Então eles lançaram sobre ele suas mãos e o prenderam.”

Embriagado de êxtase, exclamei: “Eu sou o Cristo!” Uma dama-adepto me admoestou, dizendo: “Cuidado, não digas isso! É falta de respeito!”

“Nestes momentos o estou representado”, repliquei. A dama sagrada guardou, então, um respeitoso silêncio.

O drama cósmico dentro do templo das paredes transparentes teve certo sabor majestático muito grave, terrivelmente divino...

Convertido no personagem central, tive que experimentar, em mim mesmo, as seguintes passagens evangélicas:

“E trouxeram Jesus ao sumo sacerdote Caifás (o demônio da má vontade), e se juntaram a ele todos os príncipes dos sacerdotes (as autoridades oficiais deste mundo), e os anciãos (as pessoas muito respeitáveis e cheias de experiência), e os escribas (os intelectuais). E os príncipes dos sacerdotes e todo o concílio buscavam testemunho contra Jesus (o interno salvador), para entregá-lo à morte; mas, não o achavam. Porque muitos diziam falso testemunho contra Ele, mas seus testemunhos não concordavam.

Então, levantando-se uns, deram falso testemunho contra Ele, dizendo: “Nós o ouvimos dizer: “Eu derrubei este templo que é feito por mão (referindo-se ao corpo animal) e em três dias edificarei outro feito sem mão (o corpo espiritual, o To Soma Heliakon).” Mas nem ainda assim concertava o testemunho deles.

Então, o sumo sacerdote (com sua má vontade), levantando-se no meio, perguntou a Jesus, dizendo: “Não respondes algo? Que testemunham estes contra ti?” Mas ele calava e nada respondia (o silêncio é a eloqüência da sabedoria).

O sumo sacerdote voltou a lhe perguntar e lhe disse: “És tu o Cristo, o filho de Deus?” (o Segundo Logos). E Jesus lhe disse: “Eu Sou! (Ele é), e vereis o Filho do Homem (a todo verdadeiro cristificado ou osirificado) sentado à direita da potência de Deus (o Primeiro Logos) e vindo nas nuvens do céu.”

Então, o sumo sacerdote (o demônio da má vontade) rasgou suas vestimentas e disse: “Que mais temos necessidade de testemunhos? Ouvistes a blasfêmia! Que vos parece?” E eles todos o condenaram a ser culpado de morte. E alguns começaram a cuspir nele, e cobrir seu rosto, e dar-lhe bofetadas, e dizer-lhe: “Profetiza! E os servidores o feriam com bofetadas.

E, logo pela manhã, havendo tido conselho, os príncipes dos sacerdotes, com os anciãos e com os escribas, e com todo o concílio, levaram Jesus atado e o entregaram a Pilatos.

E Pilatos (o demônio da mente) perguntou-lhe: “És tu o rei dos judeus?” E respondendo Ele, disse-lhe: “Tu o disseste!”

E os príncipes dos sacerdotes (as autoridades deste mundo) o acusavam muito.

E lhe perguntou outra vez a Pilatos, dizendo: “Não respondes algo? Olha de quantas coisas te acusam” (ao Cristo Interno o acusam todas as pessoas, até aquelas que se dizem seus seguidores).

Mas Jesus (o Cristo Íntimo) nem sabia com isso respondeu. (Repito: O silêncio é a eloqüência da sabedoria). Pilatos (o demônio da mente) se maravilhava.

Entretanto, no dia da festa lhes soltavam um preso, qualquer um que pedissem. E havia um que se chamava Barrabás (o demônio da perversidade que cada um leva dentro), preso com seus companheiros de motim, que haviam cometido morte numa revolta (porque o ego é sempre homicida e malvado). E, visto a multidão, começou a pedir que se fizesse como sempre lhes havia feito.

E Pilatos lhes respondeu, dizendo: “Quereis que vos solte o rei dos judeus?” Porque sabia que por inveja o haviam entregue os príncipes dos sacerdotes (as autoridades de todo tipo). Mas, os príncipes dos sacerdotes incitaram a multidão para que lhes soltasse antes Barrabás (as autoridades de todo tipo defendem o ego. Elas dizem: primeiro eu, segundo eu, terceiro eu).

E, respondendo Pilatos, lhes diz outra vez: “Que, pois, quereis que faça daquele que chamais de rei dos judeus?” E eles voltaram a dar vozes: “Crucificai-o!” (Crucificai! Crucificai! Crucificai!).

Do “sancta” inefável saí extático, depois de haver experimentado, de forma direta, o tremendo realismo íntimo de todos estes versículos parágrafos acima citados.

Revestido com uma nova túnica de glória, vestimenta talar esplendorosa, saí da grande catedral da alma...

Quão ditoso me senti ao contemplar, dali, o amplo panorama! Então vi o fluir e o refluir de todas as coisas...

Budhi é como um vaso de alabastro fino e transparente, dentro do qual arde a chama de Prajna...

Atman, o Ser, tem duas almas. A primeira é a alma espiritual e é feminina (Budhi). A segunda é a alma humana e é masculina (Manas superior).

O animal intelectual, equivocadamente chamado homem, só tem encarnada, dentro de si, a Essência.

Ostensivelmente, esta última é o Budhata, uma mínima fração da alma humana, o material psíquico com o qual se pode e se deve fabricar o embrião áureo. (veja-se O Mistério do Áureo Florescer).

A fonte e base da alta magia se encontra no desponsório perfeito de Buddhi-Manas, já nas regiões puramente espirituais, ou no mundo terrestre.

Helena significa claramente os esponsais de Nous (Atman-Budhi) com Manas (a alma humana, ou causal), a união mediante a qual se identificam Consciência e Vontade, ficando, por tal motivo, dotadas ambas as almas com divinais poderes...

A essência de Atman, do primordial, eterno e universal fogo divinal, encontra-se contida dentro de Budhi, que, em plena conjunção com Manas causal (alma humana), determinam o masculino-feminino.

A bela Helena de Tróia é a mesma Helena do Fausto de Goethe, Shakti, ou potência feminina do Ser Interno...

Ele e Ela, Budhi-Manas, são as almas gêmeas dentro de nós mesmos (embora o animal intelectual ainda não as tenha encarnadas), as duas filhas adoráveis de Atman (o Íntimo), o esposo e a Esposa eternamente enamorados...

Tal amor tem infinitas correlações, seja nos pares conjugados dos sóis duplos do céu e no da Terra com a Lua; seja no anfiáster protoplasmático das células determinantes, como é sabido, do misterioso fenômeno da cariocinese ou duplicação morfológica da célula una; seja no universal simbolismo das epopéias e de toda a restante literatura, onde o amor ideal entre dois seres se sexo oposto constitui a “alma mater” da produção literária.

Inquestionavelmente, o Sahaja Maithuna, como sacramento da igreja de Roma, repete-se com os gêmeos no acasha Tattwa e continua glorioso com Osíris-Ísis na região de Anupadaka.

Esclareço: Quando citamos a igreja de Roma, coloque-se as letras ao universo e leia-se assim: Amor. Obviamente, o sexo é a igreja do amor.

A teoria das almas gêmeas não implica em perigo algum quando captamos seu profundo significado. O coito químico, a cópula metafísica, resplandece gloriosamente no zênite do ideal, sem a mais leve sombra de impureza...

O legítimo enamoramento nunca está separado do sexo. O ato sexual é, certamente, a consubstancialização do amor no realismo psicofisiológico de nossa natureza.

O desponsório Budhi-Manas só é possível mediante o coito químico. O desfrute sexual é um direito legítimo do homem.

Renato cometeu o grave erro de afirmar, de forma enfática, que a Helena de Simão, o Mago, era uma formosa mulher de carne e osso, a quem o citado mago havia encontrado num lupanar de Tiro e que, segundo opinam seus biógrafos, era a reencarnação da Helena grega.

Tal conceito não resiste a uma análise profunda. Os colégios iniciáticos autênticos ensinam, com inteira clareza, que a bela Helena é Budhi, a alma espiritual da Sexta Iniciação Venusta, a Shakti potencial feminina.

Retirado do livro As Três Montanhas escrito por: V.M Samael Aun Weor

Curso Esotérico de Cabala – Ilustrado (Gratuito)


O Curso Esotérico de Cabala está dividido em 7 lições práticas. Este Curso foi escrito pelo VM Samael Aun Weor baseado nas tradições da Cabala hebraica, do tarô europeu e nos exercícios mágicos, secretos, dos Mistérios de Elêusis. Editado e distribuído gratuitamente pelos sites GnosisOnline e Esoterikha.com.

Faça download do curso, clique aqui

Alternativas


Não sou favorável que se chame de terapias ‘alternativas’ todos esse tipos de trabalhos, atividades e profissões que vem se desenvolvendo nas últimas décadas. Gosto do termo ‘terapias complementares’.

A palavra ‘alternativa’ descreve a possibilidade de que se escolha entre uma coisa e outras coisas, e penso que fazer terapia ou atividades terapêuticas não é bem isso. Muitas vezes precisamos de várias fontes de bem estar, às vezes precisamos de medicação e de massagem e de reiki e de meditação. Isso não é uma sugestão de que se faça muitas coisas justamente porque não se quer aprofundar em nada. Muito pelo contrário. As medicações - e elas não pertencem às terapias complementares - cuidam da gente do ponto de vista orgânico e muitas vezes são necessárias sim! Outras vezes precisamos de consciência corporal - massagens, yoga - ou sentimos que a ‘energia’ tá péssima e vamos em busca de reiki, florais. Em outros momentos queremos retomar o sentido de direção, a função que temos na vida, vivenciar o sentido das coisas, então buscamos o xamanismo, a astrologia, a cabala.

Não necessitamos ‘alternar’ as nossas práticas em prol da saúde, da qualidade de vida, o termo adequado não é esse, pois dentro de uma visão holística do ser, entendemos que precisamos complementar aquilo que, momentaneamente, está em deficiência. Não é uma questão de fazer isso ou aquilo, mas de trabalhar e tratar as partes que compõem o todo.

“Sempre que houver alternativas tenha cuidado. Não opte pelo conveniente, pelo confortável, pelo respeitável, pelo socialmente aceitável, pelo honroso. Opte pelo que faz o seu coração vibrar. Opte pelo que gostaria de fazer, apesar de todas as consequências.” Osho

Autor Casa do conhecimento


Mantendo as Esperanças


Como tem gente que gosta de se tomar de um poder de divindade e retirar as esperanças de outros seres. Falo especialmente de diagnósticos e previsões fatalistas.

E é igualmente impressionante que tem quem procure gente assim, e que parece gostar - demonstrando um prazer quase masoquista - de saber que não tem mais tempo, e procuram médicos que dão prazos de vida de um mês, seis meses, um dia, de forma, muitas vezes, anti-ética e fria. A mesma coisa ocorre com os tarólogos, videntes e mestres em muitas técnicas, inclusive a que trabalho, que é o Reiki.

Penso que este prazo só pode ser dado pelo tempo, ninguém tem cem porcento de certeza de quanto vai durar ou que rumo a vida desta pessoa irá tomar. Podemos até orientar, preparar recursos para lidar com perdas, diminuir expectativas, mostrar possibilidades, mas não podemos prever todos os aspectos que envolvem um caminho.

Quantos e tantos casos que conhecemos onde a pessoa estava desenganada e ‘misteriosamente’ ainda vive há muitos anos com saúde e sem seqüelas da eminente morte prevista? E também ouvimos falar de tantos casamentos, negócios e viagens previstas por videntes e que não se concretizaram?

Quero com isso incentivar que você procure diagnósticos e orientações sérias, feitas por gente profissionalmente comprometida e que lhe orientará sobre o que está ocorrendo. Se afaste de pessoas que acham que são deuses e que tem o destino ao seu favor. Mas ter esperança não é se auto enganar! Seja coerente e jamais aceite que ser humano algum lhe tire as esperanças, pois só o tempo sabe quando ele acaba para você. Tenha Fé, Luz, Esperança e Coerência sempre ao seu dispor.

Presente da Mãe Terra


Como terapeuta floral conheço e acredito na energia terapêutica das plantas e flores, assim como na capacidade do ser humano se reconhecer como parte de um todo para poder transformar a realidade. As flores sempre exerceram forte fascínio e atraíram as pessoas mais sensíveis a conhecer seus mistérios.Devido a um profundo contato com a Natureza, xamãs, druidas, aborígines e curandeiros indígenas já conheciam as propriedades curativas das gotas de orvalho sobre as pétalas de algumas flores.

Entre 1930 e 1936 o médico inglês dr. Edward Bach ao pesquisar essa forma de tratamento tão antiga e ao mesmo tempo tão desconhecida, deixou sua fama na sociedade de Londres e foi para o País de Gales, passando a viver em plena natureza, caminhando em busca de sucesso para a humanidade. A nova técnica de recuperação da saúde tornou-se conhecida como Terapia Floral.

As essências são vibracionais, não contêm componentes físicos ou químicos. Atuam como harmonizadoras das emoções e dos padrões de pensamentos, considerada holística, trata o ser humano em seus aspectos físico, emocional, mental e espiritual.

Bach reconheceu 38 condições geradoras de doenças na mente do ser vivo. Deu aos remédios os nomes das flores. Tendo realizado a descoberta deste sistema simples de cura, que já estava na natureza para equilibrar o estado mental das pessoas, ele pediu que prosseguissem seu trabalho, estimulados pelo sucesso obtido nos tratamentos com essas essências, pesquisadores de vários países começaram a estudar as propriedades de outras flores; hoje em dia, disponíveis no mercado há mais de 2.000 essências.

Em 1934, Edward Bach escreveu:

“A ação desses remédios consiste em elevar nossas vibrações e abrir nossos canais para a percepção do Eu Espiritual; em inundar nossa natureza com a virtude particular de que precisamos, e em expurgar de nós o erro que causa o mal. Elas são capazes, como uma música bonita ou qualquer outra coisa gloriosa, que nos eleva e inspira, de alçar nossa própria natureza, de aproximar-nos de nossa alma e, por esse mesmo ato, de dar-nos a paz e aliviar nossos sofrimentos. Elas não curam atacando a moléstia, mas inundando-nos o corpo com as formosas vibrações de nossa Natureza Superior, na presença das quais a moléstia se derrete, qual neve ao calor do sol.”
“Não haverá cura verdadeira se não houver mudança na aparência, paz de espírito e felicidade interior.”

 
© 2008 *By Templates para Você*